Banner
Base bibliográfica geral
Registos: 1 - 10 de um total de 84
O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Vamos lá curtir um bocado : a relação entre identidade sexual, violência e sexualidade em conflitos armados
Autor(es): Gaby Zipfel ; trad. Júlia Garraio
Notas: Bibliografia pág. 45-46
Resumo: Para decifrar a genealogia das formas de violência sexual nos períodos de entre-guerra, guerra e pós-guerra torna-se necessária uma análise das relações entre identidade sexual, violência e sexualidade. Os conflitos armados podem ser vistos como uma espécie de lupa que torna visíveis as definições de identidade sexual construídas através da legitimação da violência. Os crimes de violência sexual na guerra, vistos até hoje como fenómenos limite característicos de um estado de exceção, apontam, nesta perspetiva, para regularidades cuja função e forma podem variar, mas cujos pontos de referência radicam na expressão social do poder
Publicado em: In: Revista Crítica de Ciências Sociais. - Coimbra : C.E.S., 1978- . - N.º 96 (março 2012), p. 31-46
Assuntos: Mulher | Guerra | Violência | Violência sexual
Veja também: Zipfel, Gaby | Garraio, Júlia

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Revista Crítica de Ciências Sociais
Autor(es): Centro de Estudos Sociais ; dir. Boaventura de Sousa Santos
Numeração: N.º 1 (Jun. 1978)-
Publicação: Coimbra : C.E.S., 1978-
Descrição física: 21 cm
Notas: Quadrimestral
Assuntos: Ciências sociais | Publicação periódica
Localização geográfica da publicação: Coimbra
CDU: 050
Veja também: Santos, Boaventura de Sousa | Centro de Estudos Sociais
Localização: PP.3 (CEJ) N.96 - 30000027134
PP.3 (CEJ) N.97 - 30000027191
PP.3 (CEJ) N.98 - 30000027382
PP.3 (CEJ) N.99 - 30000027491
PP.3 (CEJ) N.100 - 30000027556
PP.3 (CEJ) N.101 - 30000027766
PP.3 (CEJ) N.102 - 30000028005
PP.3 (CEJ) N.103 - 30000028122
PP.3 (CEJ) N.104 - 30000028355
PP.3 (CEJ) N.105 - 30000028654
Ver mais existências...

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Representantes e dominantes : os governantes e as relações de classe em Portugal
Autor(es): Adriano Campos ...[et al.]
Resumo: Este artigo trata das ligações estabelecidas entre os detentores de capital e os grupos de governantes e ex-governantes, a partir de uma perspetiva crítica capaz de realçar o papel do Estado na estruturação do poder económico. É dado especial enfoque ao processo de cooptação, numa análise que engloba os dados referentes aos 776 governantes que ocuparam 1281 cargos nos 19 governos constitucionais (1976-2014)
Publicado em: In: Revista Crítica de Ciências Sociais. - Coimbra : C.E.S.. - N.º 108 (dezembro 2015), p. 55-74
Assuntos: Burguesia | Classe social | Estado | Poder económico | Portugal
Veja também: Campos, Adriano | Costa, Jorge | Lopes, João Teixeira | Louçã, Francisco | Moniz, Nuno
Localização: PP.3 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Representaciones, roles, y resistencias, de las mujeres en contextos de violencia
Autor(es): Carmen Magallón Portolés
Notas: Bibliografia pág. 26-29
Resumo: Partiendo de que todo conocimiento es situado, el artículo subraya la importancia de pensar desde las vidas de los grupos excluidos, en este caso las mujeres, para llenar los silencios y olvidos de las disciplinas. Tomando como base la epistemología del Feminist Standpoint, repasa distintas representaciones y miradas que los hombres proyectan sobre las mujeres en contextos de violencia y que influyen en su modo de tratarlas, nacidas de estereotipos y estructuras de dominio, sexuales y culturales. Repasa también las construcciones que las mujeres hacen de sí mismas, así como la diversidad de sus opciones ante la violencia. Sin negar su complicidad en el mantenimiento del imaginario masculino estereotipado ni su corresponsabilidad en el ejercicio de la violencia, la autora busca destacar las imágenes y fortalezas que ellas construyen de manera más autónoma
Publicado em: In: Revista Crítica de Ciências Sociais. - Coimbra : C.E.S., 1978- . - N.º 96 (março 2012), p. 9-30
Assuntos: Mulher | Guerra | Violência | Vitimação
Veja também: Magallón Portolés, Carmen

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Rebeliões de classe média? : precaridade e movimentos sociais em Portugal e no Brasil (2011-2013)
Autor(es): Elísio Estanque
Notas: Bibliografia pág. 77-80
Resumo: O presente texto centra­‑se nas manifestações e nos movimentos de protesto que ocorreram ao longo dos últimos três anos, com especial atenção aos casos de Portugal e do Brasil. O argumento principal assenta na hipótese de que se trata de dinâmicas e tensões sociais onde transparece uma pulsão de classe média e na qual a juventude e a precaridade ocupam um papel decisivo. Apresenta­‑se um conjunto de dados e elementos empíricos sobre as desigualdades em Portugal, a fim de mostrar a natureza dos principais movimentos enquanto forças de indignação mobilizadas contra a supressão de direitos e a degradação das condições laborais. O caso brasileiro é analisado à luz da recomposição das condições das classes populares, mas tendo em conta os bloqueios e indefinições do modelo de desenvolvimento brasileiro. Analisa­‑se ainda a composição social dos manifestantes a partir de sondagens de rua realizadas à data dos acontecimentos
Publicado em: In: Revista Crítica de Ciências Sociais. - Coimbra : C.E.S.. - N.º 98 (maio 2014), p. 53-80
Assuntos: Desigualdade social | Movimentos sociais | Precariedade laboral | Portugal | Brasil
Veja também: Estanque, Elísio
Localização: PP.3 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Prevenção de riscos na União Europeia : o dever de tomar em consideração a vulnerabilidade social para uma protecção civil eficaz e justa
Autor(es): Alexandra Aragão
Notas: Bibliografia pág. 92-93
Resumo: Na União Europeia é já uma obrigação dos Estados, no desenvolvimento de políticas de protecção civil, tomar em consideração as vulnerabilidades sociais e a resiliência dos valores expostos ao risco, a par da consideração da extensão, magnitude, complexidade, probabilidade, duração, frequência e reversibilidade do risco. Conceber as políticas de protecção civil de modo a proteger quem mais precisa (tanto no momento da crise como no período de recobro), além de mais justo, é mais eficaz. Orientar a protecção para os mais vulneráveis permite maximizar as capacidades existentes na sociedade, sem duplicar esforços e com maior eficácia na evitação de danos. Assim, o conhecimento das vulnerabilidades e da resiliência dá origem a uma protecção civil mais sustentável nos planos social, ambiental e até económico, permitindo legitimar estratégias de protecção civil, racionalizar recursos, hierarquizar objectivos e fundamentar prioridades.
Publicado em: In: Revista Crítica de Ciências Sociais. - Coimbra : C.E.S., 1978- . - N.º 93 (Jun. 2011), p. 71-93
Assuntos: Desastre natural | Vulnerabilidade social | Protecção civil
Veja também: Aragão, Alexandra
Localização: PP.3 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Precariado e sindicalismo no Brasil contemporâneo : um olhar a partir da indústria do call center
Autor(es): Ruy Braga
Notas: Bibliografia pág. 49-51
Resumo: A eleição presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, reconfigurou a relação entre o movimento sindical e o Estado no Brasil. Apoiando­‑se em um ciclo de crescimento econômico, em políticas públicas redistributivas e no controle dos movimentos sociais do país, em especial do sindicalismo, o governo de Lula da Silva conquistou inéditos índices de aprovação popular. No entanto, desde 2008, o número de greves tem aumentado de forma acelerada, alcançando um recorde histórico em 2012. Como compreender que sindicalistas alinhados ao governo liderem um vigoroso ciclo grevista que direta ou indiretamente contraria os interesses do próprio governo? Por meio de um estudo de caso da indústria do call center, setor que mais criou postos formais de trabalho nos anos 2000, pretendemos analisar a relação entre a automobilização dos trabalhadores, a ação dos sindicatos e as políticas públicas federais, que vertebra o atual ciclo grevista brasileiro
Publicado em: In: Revista Crítica de Ciências Sociais. - Coimbra : C.E.S.. - N.º 98 (maio 2014), p. 25-51
Assuntos: Greve | Sindicalismo | Precariedade laboral | Brasil
Veja também: Braga, Ruy
Localização: PP.3 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Práticas e consumos de músicas : ilustrações sobre alguns novos contextos da prática cultural
Autor(es): Paula Abreu
Resumo: Os estudos sobre práticas culturais no nosso país chegaram a uma situação que permite a identificação de grandes tendências e efeitos estruturais, mas revela também alguns impasses. Começando por uma análise desta situação, identifica-se um conjunto de paradoxos a partir dos quais se sugerem pistas de investigação, ilustradas através de um percurso que toma a música como objecto empírico exemplar
Publicado em: In: Revista crítica de ciências sociais. - Coimbra : C.E.S., 1978-. - N.º 56 (Fev. 2000), p.123-147
Assuntos: Sociologia | Cultura | Música
Veja também: Abreu, Paula
Outros recursos:
Localização: PP.3 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Pluralismo jurídico em África : ficção ou realidade?
Autor(es): Sara Araújo
Publicado em: In: Revista Crítica de Ciências Sociais. - Coimbra : C.E.S., 1978- . - Nº 83 (Dez. 2008), p. 121 - 139
Assuntos: Sociologia | Ciências sociais | Pluralismo jurídico | Acesso à justiça | Colonialismo | África
Veja também: Araújo, Sara
Localização: PP.3 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Pessoas com deficiência e políticas sociais em Portugal : da caridade à cidadania social
Autor(es): Fernando Fontes
Resumo: Com base numa análise da legislação publicada em Portugal nas últimas três décadas referente ás pessoas com deficiência, o presente artigo considera as políticas de deficiência desenvolvidas entre 1974 e 2008. De modo a balizar esta análise, numa primeira parte identifico os pressupostos teóricos que informam o presente artigo, fazendo uma breve revisão dos modelos teórico-analíticos dominantes nesta área de investigação. Segue-se uma revisão crítica das políticas direccionadas às pessoas com deficiência em Portugal, identificando características da acção estatal neste domínio decorrentes da análise da aplicação das políticas de deficiência em Portugal.
Publicado em: In: Revista Crítica de Ciências Sociais. - Coimbra : C.E.S., 1978- . - Nº 86 (Set. 2009), p. 73-93
Assuntos: Ciências sociais | Política social | Deficiente | Portugal
Veja também: Fontes, Fernando
Localização: PP.3 (CEJ)