Banner
Base bibliográfica geral
Registos: 1 - 4 de um total de 4
O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Gerar percursos sociais (GPS), um programa de prevenção e reabilitação para jovens com comportamentos desviantes
Autor(es): Daniel Rijo, Maria do Natal Sousa
Publicado em: In: Infância e Juventude. - Lisboa. - N.º 2 (Abr.-Jun. 2004), p. 33 - 74
Assuntos: Delinquência juvenil
Veja também: Sousa, Maria do Natal | Rijo, Daniel
Localização: PP.1 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: A reabilitação dos agressores conjugais : dos modelos tradicionais de reabilitação ao Programa Português para Agressores de Violência Doméstica (PAVD)
Autor(es): Daniel Rijo, Marta Capinha
Resumo: No enquadramento do IV Plano Nacional Contra a Violência Doméstica, a Direção Geral de Reinserçào Social e a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género uniram-se (em colaboração com o Centro de Investigação do Núcleo de Estudos e Intervenção Cognitivo-Comportamental - Universidade de Coimbra) para desenvolver o Programa para Agressores de Violência Doméstica (PAVD). O PAVD engloba duas modalidades de intervenção (individual e grupal) e destina-se a agressores conjugais do sexo masculino com aplicação de injunção ou regra de conduta, no âmbito da Suspensão Provisória do Processo ou da Suspensão de Execução da Pena de Prisão, em medida/sanção penal com duração mínima de 18 meses. Com base no modelo teórico desenvolvido no âmbito do programa congénere da Região Autónoma dos Açores (Rijo et ai., 2007), o PA VD baseia-se nos principias da abordagem motivacional e inclui um programa de grupo psicoeducacional (20 sessões semanais) que visa conduzir os participantes à assunção de responsabilidade pelo seu comportamento abusivo e à alteração do padrão de interação nas relações conjugais. Inovador na leitura cognitivo-interpessoal das variáveis subjacentes à violência no casal, o PA VD foi já implementado na Delegação Regional do Norte da DGRS com resultados promissores. Este artigo analisa, numa perspetiva histórica, os modelos de intervenção com agressores conjugais, refere os programas portugueses estruturados atualmente existentes e apresenta o PAVD, destacando os conteúdos e estratégias da abordagem psicoeducacional em grupo.
Publicado em: In: Ousar integrar. - Lisboa : Direcção-Geral de Reinserção Social, 2008. - ISSN 1647-0109. - A. 5, Nº 11 (Jan. 2012), p. 83-97
Assuntos: Reinserção social | Violência doméstica
Veja também: Rijo, Daniel | Capinha, Marta
Localização: PP.247 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Intervenção em sede de promoção e proteção de crianças e jovens [Recurso electrónico]
Autor(es): António Sampaio da Nóvoa …[et al.] ; conceção e organização Jurisdição da Família e das Crianças
Edição: 1. ed
Publicação: Lisboa : Centro de Estudos Judiciários, 2015
Descrição física: 906 p
Colecção: (Formação contínua)
Notas: Requisitos mínimos: Acesso à Internet e Adobe Acrobat Reader
ISBN/ISSN: ISBN 978-972-9122-93-4
Assuntos: Direito tutelar de menores | Protecção de crianças | Direitos da criança | Saúde mental | Direito à educação | Acolhimento institucional | E-book
CDU: 347.64
Veja também: Nóvoa, António Sampaio da | Cunha, Pedro | Casa-Nova, Maria José | Ferreira, Afonso Henrique Cabral | Martins, Paula Cristina | Mendes, Manuel Branco | Cláudio, Celina | Gomes, Isabel | Serrano, Fátima | Amaro, José Falcão | Lopes, Teresa Sá | Perquilhas, Maria | Lamas, Helena | Leal, Ana Teresa | Guerra, Paulo | Rijo, Daniel | Goldschmidt, Teresa | Gonçalves, Helena | Coelho, Alda Mira | Jurisdição da Família e das Crianças
Outros recursos:
Localização: DTE.219 (CEJ)

Capa

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Da vergonha à raiva : emoções e processos psicológicos por detrás do comportamento do agressor juvenil
Autor(es): Daniel Rijo, Cláudia Oliveira, Nélio Brazão
Notas: Bibliografia pág. 164-169
Resumo: A literatura tem demonstrado a influência de experiências precoces negativas, predominantemente de natureza traumática, em vários quadros psicopatológicos e na experiência de níveis de vergonha elevados, associados ao desenvolvimento e à manutenção de trajectórias mal-adaptativas. Face à natureza complexa e multifacetada da vergonha e dos mecanismos que lhe estão associados, vários autores têm estudado a sua relação com o comportamento agressivo, embora esta não se encontre ainda totalmente clarificada. Investigações recentes têm atribuído à vergonha um papel mediador na associação entre as memórias precoces e a agressão, a delinquência e a criminalidade. Neste trabalho são apresentados estudos recentes acerca do impacto da vergonha na saúde mental, bem como conceptualizações atuais sobre a vergonha e teoria relevante acerca da relação entre vergonha, raiva e comportamento agressivo. Numa reflexão final, é discutida a natureza e foco da intervenção reabilitadora no âmbito da justiça juvenil
Publicado em: In: Revista do Ministério Público. - Lisboa : Sindicato dos Magistrados do Ministério Público. - A. 38, n.º 151 (jul. -set. 2017), p. 151-169
Assuntos: Saúde mental | Justiça juvenil | Violência juvenil
Veja também: Rijo, Daniel | Oliveira, Cláudia | Brazão, Nélio
Localização: PP.5 (CEJ)