Banner
Base bibliográfica geral
Registos: 1 - 6 de um total de 6
O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Percursos criminais de mulheres na sociedade portuguesa
Autor(es): José Manuel Pires Leal
Publicado em: In: "Polícia e justiça", Loures, III Série, n. 6 (Jul.-Dez.), 2005, p. 301 - 335
Assuntos: Criminologia
Veja também: Leal, José Manuel Pires
Localização: PP.93 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O sentimento de insegurança na discursividade sobre o crime
Autor(es): José Manuel Pires Leal
Publicado em: In: "Revista portuguesa de ciência criminal",Coimbra, A.17, n.3 (Jul.-Set. 2007), p.475-503.
Assuntos: Criminalidade | Sociologia | Insegurança pública
Veja também: Leal, José Manuel Pires
Localização: PP.141 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Manifestações delinquenciais do género feminino : o elemento violência
Autor(es): José Manuel Pires Leal
Notas: Bibliografia pág. 186
Resumo: As estatísticas anuais sobre o crime, evidenciam o sexo masculino como a categoria de género com maior índice de participação no crime. Todavia se tomarmos em termos de análise a relação proporcional da distribuição de ambos os sexos pelos diversos tipos de crime, o género feminino apresenta índices proporcionalmente mais elevados na criminalidade violenta, em particular através das ofensas à integridade física, que os expressos pelo género masculino, cujo índice mais elevado de envolvimento no crime se encontra associado aos crimes contra o património. Tais evidências resultantes da interpretação transversal das estatísticas oficiais sobre o crime em função do género, são em certa medida contraditadas pelos estudos longitudinais, os quais demonstram que o elemento violência em trajetórias de indivíduos do sexo feminino reincidentes revela-se espúrio, não obstante vincar as trajetórias onde se exprime, constituindo-se num elemento atractor de outros comportamentos violentos nessas trajetórias. Tal remete-nos para a hipótese de que a violência de reduzida gravidade – ofensas à integridade física simples – é manifestamente expressa por indivíduos que não tendem a desenvolver trajetórias delinquentes prolongadas no tempo. Em suma, embora se evidencie o facto de não existir uma relação entre o tipo de participação no crime e as características de sexo, os fatores condicionantes nos planos sociocultural, económico e simbólico de pertença a determinada categoria de género, construída socialmente, vincam a expressividade quantitativa e qualitativa de participação no crime, resultado da repercussão dos papéis, do estatuto e dos lugares que homens e mulheres têm ocupado no imbricado tecido social ao longo da história da sociedade portuguesa
Publicado em: In: Investigação criminal. - Lisboa : ASFICPJ. - ISSN 1647-9300. - Nº 4 (Dezembro 2012), p. 166-186
Assuntos: Criminalidade | Mulher | Análise social
Veja também: Leal, José Manuel Pires
Localização: PP.280 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: A problemática do sistema de repressão do tráfico de droga em Portugal
Autor(es): José Manuel Pires Leal
Notas: Bibliografia pág. 456
Resumo: Tendo como base a articulação de competências das várias entidades no âmbito da prevenção e repressão do tráfico de droga, enuncia-se um quadro sobre o sistema nacional de repressão do tráfico de droga em Portugal, enquanto resposta à amplitude e complexidade do fenómeno. Partindo dos resultados obtidos pela diversa entidades, explora-se a multidimensionalidade do fenómeno, inclusivamente nas ligações que estabelece com a criminalidade organizada e comum. Enuncia-se uma estrutura teórica sobre os vários patamares em que o tráfico de droga se expressa, sublinhando que o mesmo se encontra estruturado em cadeia, descontinuada e interrompida. Finaliza-se o artigo salientando a ideia de que qualquer estratégia de intervenção sobre a clandestinidade do fenómeno, nomeadamente através da investigação criminal, deverá ter em conta a necessária centralização da informação criminal, e um eficaz mecanismo de coordenação da investigação criminal
Publicado em: In: Revista portuguesa de ciência criminal. - Lisboa : Aequitas e Editorial Notícias, 1991- . - ISSN 0871-8563. - A.19, n.º 3 (Jul. - Set. 2009), p. 421-456
Assuntos: Informação criminal | Investigação criminal | Tráfico de estupefacientes
Veja também: Leal, José Manuel Pires
Localização: PP.141 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Criminologia desenvolvimental, trajetórias delinquentes e género
Autor(es): José Manuel Pires Leal
Resumo: O delito no processo desenvolvimental. Elementos que enformam as trajetórias criminais. A procura de paradigmas trajetoriais. Da continuidade do processo de transgressão à desistência. A sequência delitiva no masculino e no feminino
Publicado em: In: Revista portuguesa de ciência criminal. - Coimbra : IDPEE. - A. 27, n.º 2 (maio-ago. 2017), p. 353-387
Assuntos: Ciência criminal | Criminologia
Veja também: Leal, José Manuel Pires
Localização: PP.141 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Epistemologia para a prática da investigação criminal
Autor(es): José Manuel Pires Leal
Resumo: 1- O plano conceptual. 1.1- A investigação criminal. 1.2- A criminalística. 2- O método da investigação criminal. 2.1- A estrutura dimensional da prática da investigação criminal. 2.2- O mecanismo intelectual de funcionamento do método. 2.3- A dimensão estritamente racional. 2.4- Os três níveis de raciocínio. 3- Síntese conclusiva
Publicado em: In: Estudos comemorativos dos 20 anos da FDUP / org. Helena Mota ...[et al.]. - Coimbra : Almedina, 2017. - Vol. I. - p. 823-844
Assuntos: Investigação criminal | Criminologia
Veja também: Leal, José Manuel Pires
Localização: HRN.164 (CEJ)