Banner
Base bibliográfica geral
Registos: 1 - 10 de um total de 62
O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Sobre a origem dos princípios jurídicos da causalidade e do domínio do facto : a lex aquilia de damno iniuria datum
Autor(es): Paulo de Sousa Mendes
Publicado em: In: Homenagem da Faculdade de Direito de Lisboa ao Professor Doutor Inocêncio Galvão Telles, p.1085-1109
Assuntos: Direito romano | Direito penal | Delito | Dano
Veja também: Mendes, Paulo de Sousa
Localização: DVI.514 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Raíces jurídico-romanas del problema del socio de industria
Autor(es): Benito Maria Reymundo Yanes
Publicado em: In: "Anuario de la Facultad de Derecho", Vol. 7, 1989, p.369-388
Assuntos: Direito romano
Veja também: Reymundo Yanes, Benito Maria
Localização: PP.196 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Princípios jurídicos no direito romano?
Autor(es): Arion Sayão Romita
Resumo: 1. Etímolgia da palavra princípio. 3. Princípios gerais do direito. 4. Princípio e regra. 5. Conceitos indeterminados, standards, valores, tópicos. 6. Brocardos, adágios, aforismos. 7. Direito romano. 8. Princípia, praecepta, regulae iuris. 9. Conclusão
Publicado em: In: Revista do Tribunal Regional do Trabalho da 8.ª Região. - Belém : Tribunal Regional do Trabalho. - ISSN 0100-1736. - V. 47, n.º 93 (jul.-dez. 2014), p. 93-132
Assuntos: Direito do trabalho | Direito romano | Princípios jurídicos
Veja também: Romita, Arion Sayão
Localização: PP.254 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Potestas
Autor(es): Paulo Dias da Silva
Notas: Bibliografia pág. 55-57
Resumo: A expressão latina potestas deriva de potis, -e, que quer dizer senhor, possuidor no seu sentido mais remoto. Posteriormente, potis também se diz «do que pode» ou «daquele que é capaz de». O presente artigo ocupa-se, em linha de investigação iniciada, na Faculdade de Direito de Lisboa, sob a orientação saudoso do Professor Doutor Ruy de Albuquerque, da análise e da fixação do conceito de potestas na experiencia jurídica romana. Pretende-se, assim, uma aproximação semântica da palavra, delimitar as possibilidades do âmbito da potestas no Direito Romano, tendo presente a dicotomia fundamental entre Direito Publico e Direito Privado, repor as grandes coordenadas da evolução histórica da potestas e, no final, ensaiar algumas conclusões
Publicado em: In: Revista de direito público. - Coimbra : Almedina. - ISSN 1646-9119. - A. 5, n.º 9 (jan. - jun. 2013), p. 41-62
Assuntos: Poder político | Direito romano
Veja também: Silva, Paulo Dias da
Localização: PP.255 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Por qué estudiar derecho romano?
Autor(es): Francisco Cuena Boy
Publicado em: In: "Anuario de la Facultad de Derecho", Vol. 10, 1992, p.189-196
Assuntos: Direito romano
Veja também: Cuena Boy, Francisco
Localização: PP.196 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Para uma história constitucional do direito português
Autor(es): Paulo Ferreira da Cunha
Publicação: Coimbra : Almedina, 1995
Descrição física: 455 p. ; 23 cm
Resumo: CAPÍTULO I- Da história, da história do direito e do seu estudo. PARTE I: Raízes e evolução geral do pensamento jurídico. CAPÍTULO II- Direito e ciência jurídica nas fontes clássicas. O legado de Ulpianus e do direito romano. CAPÍTULO III- Do direito clássico ao direito medieval. O papel de Isidoro de Sevilha na supervivência do direito romano e na criação do direito ibérico. CAPÍTULO IV- Do nominalismo jurídico medieval à génese do direito moderno e contemporâneo, ou o direito, o xadrez e o relógio. PARTE II: Das ordenações às constituições história das fontes. TÍTULO I: Do direito comum ao iluminismo. CAPÍTULO VI- Das ordenações aos primórdios da codificação. CAPÍTULO VII- Do direito político nas Ordenações. TÍTULO II: Jusracionalismo e liberalismo. CAPÍTULO VIII- Da protecção jurídica das pessoas no projecto de novo código de direito público de Paschoal de Mello Freire, ou O fantasma e a Hidra de mil cabeças. CAPÍTULO IX- Do constitucionalismo moderno em Portugal. PARTE III: História jurídica contemporânea direito social e post-social. CAPÍTULO X- O direito entre positivismo e pós-modernismo
ISBN/ISSN: ISBN 972-40-0809-6
Assuntos: Direito constitucional | História do direito | Direito romano | Direito público | Constitucionalismo
CDU: 342.4
Veja também: Cunha, Paulo Ferreira da
Localização: DNA.371 (CEJ) - 30000030488

Capa

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O vencimento das obrigações puras no direito romano clássico
Autor(es): António A. Vieira Cura
Publicado em: In: "Boletim da Faculdade de Direito", Coimbra, 2005, V.81, p. 73-144
Assuntos: Direito das obrigaçoes | Direito romano
Veja também: Cura, António A. Vieira
Localização: PP.51 (CEJ)

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O pensamento jusnaturalista no direito romano
Autor(es): António Santos Justo
Publicado em: In: Boletim da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. - Coimbra : Imprensa da Universidade, 1914- . - V. 87 (Jan. 2011), p.21-85
Assuntos: Direito romano | Pensamento jurídico | Filosofia do direito
Veja também: Justo, António dos Santos

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O espírito do direito romano : nas diversas fases de seu desenvolvimento
Autor(es): Rudolf von Jhering ; trad. Rafael Benaion ; pref. Clovis Bevilaqua
Publicação: Rio de Janeiro : Alba, 1943-
Descrição física: v. ; 24 cm
Assuntos: História do direito | Direito romano
CDU: 34
Veja também: Jhering, Rudolf von, 1818-1892 | Benaion, Rafael | Bevilaqua, Clovis
Localização: HRN.119 (CEJ) - 30000028945

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O direito romano em Portugal
Autor(es): António Santos Justo
Publicado em: In: Boletim da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. - Coimbra : Imprensa da Universidade. - V. 90, t. 1 (2014), p. 5-30
Assuntos: Direito romano | História do direito | Portugal
Veja também: Justo, António dos Santos
Localização: PP.51 (CEJ)