100   ^a20190212d2018    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aApreensão de correio electrónico e registos de comunicações de natureza semelhante ^eartigo 17.º da Lei n.º 109/2009, de 15.IX ^fRui Cardoso
205   ^a1. ed
210   ^aLisboa^cSindicato dos Magistrados do Ministério Público^d2018
215   ^ap. 167-214 ;^d22 cm
305   ^aSeparata da Revista do Ministério Público A. 39, n.º 153 (jan.-mar. 2018)
330   ^aI. Introdução; II. A Origem Histórica da LCC; III. Regime Geral de Apreensão de Dados Informáticos; IV. Apreensão de dados informáticos armazenados de mensagens de correio electrónico ou semelhantes; 1. Introdução; 2. O que há a proteger?; V. Âmbito de aplicação do artigo 17.º da LCC; 1. Aspectos gerais; 2. O que é o correio electrónico?; 3. Registos de comunicações de natureza semelhante; 4. Mensagens de correio electrónico ou semelhantes abertas e não abertas; VI. A Correspondente Aplicação do Regime de Apreensão de Correspondência Previsto no CPP; 1. A apreensão de correspondência no CPP; 2. Conjugação do artigo 17.º da LCC com o artigo 179.º do CPP; 3. Procedimentos de selecção e apreensão; 3.1. Posições discordantes; 3.2. Nossa posição; VII. Prazos para apresentação ao Juiz; VIII. Mensagens de correio electrónico ou semelhantes não apreendidas; IX. Conclusões
606   ^aCorreio electrónico
606   ^aApreensão de correio electrónico
606   ^aInternet
675   ^a343.1^vBN^zpor
700  1^aCardoso,^bRui
859   ^u/BiblioNet/Upload/Capas/39146.jpg^zCapa
920 n
921 a
922 m
923  
924  
925  
931 20190212
932 d
933 2018
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba