001 CEJ20180605095109
100   ^a20180605d2017    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aVerdade e normatividade^fRicardo Tavares da Silva
320   ^aBibliografia pág. 228-229
330   ^aA teoria da verdade pressuposta pelas várias teses relativas à relação entre verdade e normatividade é a da verdade como correspondência. Acontece que o mapeamento ortodoxo de tais teses toma a noção de verdade-correspondência por unívoca, quando se encontram disponíveis no "mercado" duas noções: em sentido objectivo, consiste numa relação entre uma proposição "bolzaniana" e um facto; em sentido subjectivo, consiste na tradicional relação entre um juízo e um facto objectivo. Consequentemente, há, não um, mas dois grupos de teses a ter em consideração: o grupo das teses metafísicas, com a oposição de base entre não-eliminativismo e eliminativismo; o grupo das teses epistémicas, com a oposição de base entre cognitivismo e não-cognitivismo
461  1^tAnatomia do crime^cCoimbra^bAlmedina^vN.º 6 (jul.-dez. 2017)^pp. 209-229
606   ^aDireito penal
606   ^aFilosofia do direito
606   ^aVerdade
606   ^aNormatividade
700  1^aSilva,^bRicardo Tavares da
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20180605
932 d
933 2017
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba