100   ^a20180511d2018    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aO direito à proteção de dados pessoais e o regime jurídico das transferências internacionais de dados^ea proteção viaja com as informações que nos dizem respeito?^fInês Oliveira Andrade de Jesus
330   ^aVolvidos mais de vinte anos desde a aprovação do primeiro instrumento europeu que se dedicou à regulação da proteção de dados pessoais, podemos afirmar que tudo mudou, sendo o Big Data a realidade que nos absorve nos dias de hoje. O direito fundamental à proteção de dados pessoais, o combate à criminalidade e o crescimento do comércio internacional têm de andar de mãos dadas. A privacidade é, agora, uma vantagem competitiva para as empresas e uma prova imprescindível para as polícias e autoridades judiciárias, estando investido o legislador na tarefa hercúlea de arquitetar a disciplina aplicável à troca de dados pessoais, (des)equilibrando os interesses ofensivos das empresas e das autoridades públicas e os interesses defensivos dos cidadãos a quem os dados respeitam
463  1^acoord. Francisco Pereira Coutinho, Graça Canto Moniz^tAnuário de proteção de dados 2018^cLisboa^bCEDIS^d2018^pp. 71-90
606   ^aTransferência internacional de dados pessoais
606   ^aPrivacidade
606   ^aProtecção de dados pessoais
700  1^aJesus,^bInês Oliveira Andrade de
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20180511
932 d
933 2018
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba