100   ^a20180222d2016    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^a<A >sucessão testamentária no direito internacional privado^edesenvolvimentos recentes^fNuno Ascensão Silva
330   ^aI — Introdução: 1. O direito internacional privado e a sucessão mortis causa; 2. A sucessão testamentária internacional e as exigências normativas que aqui sobressaem. Alusão aos problemas práticos mais frequentes no âmbito do direito internacional privado das sucessões; 3. Delimitação do objecto da exposição e razão de ordem: reconhecimento e eficácia (execução) de testamentos estrangeiros (realizados no estrangeiro ou submetidos ao direito estrangeiro). II — A sucessão testamentária no direito internacional privado português e europeu: 4. A validade e eficácia dos testamentos estrangeiros (lato sensu) e o direito de conflitos: caracterização geral do regime conflitual sucessório contido no Código Civil português e principais modificações introduzidas pelo Regulamento (UE) n.° 650/2012; 5. O "estatuto da sucessão" e o "estatuto da disposição"; 6. A forma do testamento e o favor validitatis; l. Os conflitos de sistemas: o reenvio e os direitos adquiridos; 8. A não-exclusividade da lex causae (o egoísmo estatal): excepção de ordem pública internacional e normas de aplicação necessária e imediata. Conclusão
461  1^tCadernos do CENoR^cCoimbra^bCoimbra Editora^vN.º 4 (2016)^pp. 119-215
606   ^aDireito internacional privado
606   ^aDireito de conflitos
606   ^aTestamento internacional
606   ^aDireito europeu das sucessões
700  1^aSilva,^bNuno Ascensão
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20180222
932 d
933 2016
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba