100   ^a20160218d2015    k  y0porb0103    ba
101  0^apor
102   ^aPT
200  1^aSobre o conceito de discriminação^euma perspectiva contextual e comparada^fBruno Mestre
320   ^aBibliografia pág. 409-410
330   ^aI. Enunciação do problema. II. O princípio da igualdade, concepções de Justiça e as modalidades de discriminação. II. A discriminação directa. a) Origens e fundamentos da discriminação directa. b) A problemática do comparador adequado e a questão da “equal misery”. c) As justificações da discriminação directa. d) A definição legal. IV. A discriminação indirecta. a) Questão do “conjunto comparador”. b) A questão da justificação e a desafio da proporcionalidade. c) A definição legal. V. O assédio, a instrução para discriminar e os actos de retaliação. VI. Conclusão
461   ^tDireito e justiça^cLisboa^bFaculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa^vVol. Especial, n.º 1 (2015) - Estudos dedicados ao Professor Doutor Bernardo da Gama Lobo Xavier^pp. 377-410
606   ^aDiscriminação
606   ^aDireito do trabalho
606   ^aDireito comparado
700   ^aMestre,^bBruno
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20160218
932 d
933 2015
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba