100   ^a20160215d2014    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aReligião e poder^fLuis Salgado de Matos
330   ^aAs ligações entre religião e igreja, o primeiro binómio, e entre poder e Estado, o segundo binómio, são estudadas no quadro da teoria do moderno “Estado de ordens” (Ständesstaat), uma teoria trifuncional da sociedade inspirada em Platão e Aristóteles, mas que muitos identificam erradamente com G. Dumézil. Depois do exame de muitos casos presentes e passados, as relações entre os quatro termos dos dois binómios são consideradas permanentes e necessárias para todas as organizações políticas: nenhum país pode evitar ser “Estado de Ordens” (mas qualquer país é livre, dentro de certos limites, para escolher uma das numerosos variedades contemporâneas do Ständesstaat.
As relações entre os dois binómios, e no interior de cada um deles, são definidas de cooperação e conflito. São delineadas duas matrizes das relações entre os quatro termos  dos binómios estudados: a primeira gera as ciências particulares que estudam essas relações e a segunda identifica os tipos de cooperação e de conflito.
461  1^tRevista de direito público^cCoimbra^bAlmedina^vA. 6, n.º 12 (jul. - dez. 2014)^pp. 113-129
606   ^aDireito público
606   ^aReligião
606   ^aPoder
606   ^aIgreja
606   ^aEstado
700  1^aMatos,^bLuís Salgado de
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20160215
932 d
933 2014
934     
935 k  
936 y
936 y
937 0
938 ba