100   ^a20151214d2015    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^a<O >direito da criança na manutenção das suas relações com terceiros afectivamente significativos^e<o >presente <(>e uma proposta para o futuro)^fJúlio Barbosa e Silva
330   ^aUma das maiores alterações vividas nas interacções de conjugalidade e relacionamento entre pais e filhos foi, sem dúvida, a sentimentalização, trazendo os afectos para o centro da vida familiar. Esta constatação levou, por seu turno, a uma série de modificações na forma como as pessoas se relacionam entre si e se organizam em tipos familiares. Estas organizações podem levar a que uma criança possa desenvolver laços afectivos fortes e significativos com outros familiares que não pais, avós ou irmãos e até com terceiros não familiares. Ora, a importância da manutenção das relações afectivas fortes e significativas da criança para o seu desenvolvimento e para a forma como irá viver as outras fases da vida é evidente, havendo, já, formas de efectivar e proteger judicialmente esse direito da criança (como comprovam as várias decisões referidas no texto), cumprindo ao tribunal averiguar se o interesse da criança vai no sentido dessa efectivação e protecção. Ao ponderar e pesquisar esse interesse, terá de haver um quadro mental de abertura à “cultura da criança”, sempre que possível com audição da criança sobre esse assunto que lhe diz respeito, lançando mão de princípios gerais fornecidos por instrumentos internacionais (como a CEDH) e da forma como o TEDH constrói os conceitos de vida familiar. Assim, não obstante o “estado da arte” actual, seria conveniente dar um novo olhar e uma nova dimensão ao artigo 1887.º-A do Código Civil (deixando a nossa visão a esse respeito), dessa forma evitando interpretações fechadas e pouco amigas do interesse da criança
461  1^tRevista do CEJ^c[Lisboa]^bCEJ^vN.º 1 (2015)^pp. 113-158
606   ^aFamília
606   ^aRelações afectivas
606   ^aSuperior interesse da criança
606   ^aTerceiros
606   ^aVisitas
700  1^aSilva,^bJúlio Barbosa e
920 n
921 a
922 a
923 0
924  
925  
931 20151214
932 d
933 2015
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba