100   ^a20150511d2014    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aLibertar o direito^edo problema metodológico-jurídico no nosso tempo^fPaulo Ferreira da Cunha
330   ^aNão há apenas uma sagrada e intocável metodologia jurídica. Há várias. No nosso tempo, têm florido mil flores de pluralismo jurídico. Mas é óbvio que claramente se enfrentam as metodologias isolacionistas, conformistas, dogmáticas, positivistas e normativistas com as interdisciplinares, críticas, problemáticas ou tópicas, pluralistas ou junaturalistas lato sensu e prudenciais ou judicialistas. O presente artigo considera que os tempos presentes são um momento kairológico de afirmação do último grupo de perspetivas, a caminho de um Direito Humanista e Fraterno. E que portanto as demais, além de ao menos potencialmente injustas e por isso "erradas", se encontram historicamente ultrapassadas
461  1^tJURISMAT^cPortimão^bInstituto Superior Manuel Teixeira Gomes^vN.º 5 (novembro 2014)^pp. 143-155
606   ^aMetodologia do direito
606   ^aFilosofia do direito
606   ^aPositivismo
606   ^aDogmatismo do direito
606   ^aNormativismo
606   ^aPluralismo
700  1^aCunha,^bPaulo Ferreira da
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20150511
932 d
933 2014
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba