100   ^a20150331d2015    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aCrime de colarinho branco e crime comum^eum contraponto^fGilda Santos, José Cruz
320   ^aBibliografia pág. 69-70
330   ^aO crime de colarinho branco é frequentemente devastador para indivíduos e organizações privadas, não-lucrativas e governamentais" (Petti, 2011, p. 217), tendo vindo a ser encarado como um grave problema da nossa sociedade. Com efeito, embora todos os tipos de crimes acarretem consequências nefastas para a sociedade, este tipo de criminalidade apresenta danos bastante mais avultados, afetando todos e cada um de nós. Com base nestas conceções e suportando-nos nas conclusões avançadas na literatura científica, é possível afirmar que o crime de colarinho branco difere substancialmente do crime comum. Estas diferenças estão presentes em diversos componentes do fenómeno criminal, tais como: natureza da infração, características dos ofensores, consequências e características das vítimas. Nesse sentido, o presente trabalho procura explorar as diferenças presentes em cada uma destas dimensões estabelecendo um contraponto entre crime de colarinho branco e crime comum
461  1^tInvestigação criminal^cLisboa^bASFICPJ^x1647-9300^vN.º 8 (dez. 2014 - jan. 2015)^pp. 52-70
606   ^aInvestigação criminal
606   ^aCrime de colarinho branco
700  1^aSantos,^bGilda
701  1^aCruz,^bJosé^4070
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20150331
932 d
933 2015
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba