100   ^a20130913d2013    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^a<A >privacidade dos trabalhadores e a utilização de redes sociais online^ealgumas questões^fTeresa Coelho Moreira
330   ^aO mundo em geral e o do trabalho em especial têm sofrido nos últimos anos, sobretudo a partir da década de 90 do século passado, inúmeras mudanças relacionadas com o enorme aumento e desenvolvimento da utilização das NTIC na relação de trabalho. Estas novas tecnologias, sobretudo a Internet, alteraram a paisagem empresarial, tornando-a mais competitiva mas, simultaneamente, criaram um novo tipo de controlo, o controlo eletrónico do empregador. O uso destas tecnologias próprias da Web 2. O, fez com que o utilizador deixasse de ter uma atitude passiva para passar a ter uma posição ativa e a interagir com o próprio computador, abolindo as noções de tempo e de espaço à medida que se coloca informação em tempo real e esvanecendo as fronteiras entre os autores e os leitores. Assim, a internet e o e-mail, a utilização de redes sociais como o Facebook ou o Twitter, Orkut, Friendster, ou o Linkedin, os blogs, os. fóruns, tornaram o controlo do empregador cada vez mais presente e intrusivo, afetando em grau cada vez maior a privacidade dos trabalhadores e colocando novas questões aos juristas, não só na fase de execução do contrato de trabalho, mas também, previamente, na fase de acesso ao mercado de trabalho e formação daquele e por ocasião da sua cessação
461  1^tQuestões laborais^cCoimbra^bCoimbra Editora^x0872-8267^vA. 20, n.º 41 (jan.-jun. 2013)^pp. 41-101
606   ^aDireito do trabalho
606   ^aProtecção da vida privada
606   ^aRedes sociais
700  1^aMoreira,^bTeresa Coelho
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20130913
932 d
933 2013
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba