100   ^a20130823d2012    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^a<O >esgotamento do poder jurisdicional dos árbritos^ecorrecção e integração da sentença arbitral^fAlexandra Valpaços Gomes de Campos
320   ^aBibliografia pág. 1420-1421
330   ^aIntrodução. I. O Princípio Functus Officio; 1.1. Significado; 1.2. Disposições; 1.3. Excepções. II. Correcção da Sentença Arbitral; 2.1. Leis de Arbitragem; 2.1.1. Lei-Modelo da UNCITRAL; 2.1.2. França; 2.1.3. Suíça; 2.1.4. Espanha; 2.1.5. Brasil; 2.1.6. Estados Unidos. III. Interpretação da Sentença Arbitral; 3.1. Leis de Arbitragem; 3.1.1. Lei-Modelo da UNCITRAL; 3.1.2. França; 3.1.3. Suíça; 3.1.4. Espanha; 3.1.5. Brasil; 3.1.6. Estados Unidos. IV. Integração da Sentença Arbitral; 4.1. Leis de Arbitragem; 4.1.1. Lei-Modelo da UNCITRAL; 4.1.2. França; 4.1.3. Suíça; 4.1.4. Espanha; 4.1.5. Brasil; 4.1.6. Estados Unidos. V. O Caso Português; 5.1. Decreto-lei n.º 243/84, de 17 de Julho; 5.2. Lei n.º 31/86, de 29 de Agosto; 5.3. Lei n.º 63/2011, de 14 de Dezembro; 5.3.1. Rectificação da sentença; 5.3.2. Esclarecimento da sentença; 5.3.3. Sentença Adicional; 5.3.4. Remessa da sentença para o tribunal Arbitral. Conclusões. Regulamentos de Arbitragem. Abreviaturas. Bibliografia
461  1^tRevista da Ordem dos Advogados^cLisboa^bO.A.^x0870-8118^vA. 72, n.º 4 (out. - nov. 2012)^pp. 1379-1421
606   ^aArbitragem
606   ^aSentença arbitral
606   ^aDireito comparado
700  1^aCampos,^bAlexandra Valpaços Gomes de
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20130823
932 a
933 2012
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba
966   ^lCEJ^sPP.18^120121129