010   ^a978-972-32-1881-7
021   ^aPT^b317 599/2010
100   ^a20130627d2010    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aRegisto de incidentes e eventos adversos^eimplicações jurídicas da implementação em Portugal^eerro em medicina^fPaula Bruno
210   ^aCoimbra^cCoimbra Editora^d2010
215   ^a223 p. ;^d24 cm
225 2 ^aCentro de Direito Biomédico^v20
320   ^aBibliografia pág. 157-171
330   ^aI- Introdução. 1- Apresentação, importância e actualidade do tema. 2- Objectivos do trabalho. II- Enquadramento teórico. 1- Conceitos, princípios e práticas. 2- Recomendações internacionais e realidade portuguesa. 3- Enquadramento jurídico-legal. 4- Implicações legais e processuais da implementação do sistema de registo e notificação de incidentes e eventos adversos em Portugal. 5- Análise de direito comparado em sistemas de registo de incidentes e eventos adversos. III- Objectivos da investigação. IV- Metodologia adoptada. 1- Plano de investigação. 2- Local escolhido. 3- Forma de recolha de dados. V- Apresentação dos resultados. VI- Discussão dos resultados. Limitações e recomendações para futuros trabalhos. VII- Conclusões
606   ^aResponsabilidade civil do médico
606   ^aResponsabilidade civil
606   ^aResponsabilidade civil extracontratual
606   ^aResponsabilidade civil do juiz
606   ^aErro
675   ^a347.91^vBN^zpor
700  1^aBruno,^bPaula
859   ^u/BiblioNet/Upload/Capas/30577.jpg^zCapa
920 n
921 a
922 m
923  
924  
925  
931 20130627
932 d
933 2010
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba