100   ^a2013062702013k  y0porb0103    ba    
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aDores de crescimento^ealgumas dúvidas à volta do processo especial sumaríssimo e contributos para uma clarificação prática^fJúlio Barbosa e Silva
210 ^aLisboa^cSindicato dos Magistrados do Ministério Público^d2013
215   ^ap. 137-166 ;^d23 cm
305   ^aSeparata da Revista do Ministério Público, A. 34, n.º 133 (jan. - mar. 2013)
330   ^aO apelo às dores de crescimento neste âmbito surge na sequência da crescente importância prática e hierárquica que tem vindo a ser dada à forma de processo especial sumaríssimo que, há bem pouco tempo era dada como morta e dispensável no âmbito do CPP. Esse crescimento gera novas questões e problemas jurídicos que aqui se tentam compilar, sendo que muitas vezes se pode estar a fugir, na aplicação prática, ao figurino e desenho legal que estaria na mente do legislador. São equacionadas soluções para problemas práticos e sugestões para eventuais alterações legislativas que tentam dar um papel cada vez mais importante na forma de fazer justiça em Portugal, que foge ao figurino clássico da justiça adversarial na “barra”, sendo que a justiça pelo processo é,hoje mais do que nunca, uma relevante forma de alcançar a justiça no caso concreto
606   ^aProcesso sumaríssimo
606   ^aProcesso especial
606   ^aDireito processual penal
675   ^a343.1^vBN^zpor
700  1^aSilva,^bJúlio Barbosa e
920 n
921 a
922 m
923  
924  
925  
931 20130627
932 d
933 2013
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba