100   ^a20120102d2011    k  y0porb0103    ba
101 0 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aPsicoterapia individual em comunidade terapêutica para toxicodependentes^eclivagem, difusão de identidade e integração^fJoão Pedro Keating
330   ^aApresenta-se uma reflexão teórica sobre a psicoterapia individual de apoio, de orientação dinâmica, no contexto específico de uma Comunidade Terapêutica (CT) para Toxicodependentes. Defende-se o papel integrador deste tipo de psicoterapia - tanto das múltiplas vivências de uma vida comunitária como dos diversos espaços terapêuticos de grupo em que o paciente vai estando presente. Esta função integradora ganha particular relevância no contexto da Toxicodependência, onde a tendência para um funcionamento mental instável, enquadrável na organização-limite da personalidade, é bem conhecida. A psicoterapia individual  em CT é tomada como um instrumento que permite contrariar fenómenos como a difusão de identidade, a clivagem, a identificação projectiva ou as passagens do acto. É pois fundamental a integração da psicoterapia individual com os aspectos terapêuticos de grupo da CT e a articulação terapêutica da Equipe Técnica multidisciplinar. A partir de um exemplo clínico, analisa-se a intervenção de dois técnicos junto de um paciente. Dá-se relevo à técnica interpretativa no aqui e agora da relação terapêutica, utilizando-se os conceitos de transferência e contra-transferência.
461  1^tToxicodependências^cLisboa^bServiço de Prevenção e Tratamento da Toxicodependência^d1995-    ^pp. 3-11^vV. 17, Nº 3 (Dez. 2011)
606   ^aToxicodependência
606   ^aPsicoterapia
700  1^aKeating,^bJoão Pedro
920 n
921 a
922 a
923  
924  
925  
931 20120102
932 d
936 y
937 0
938 ba
966   ^lCEJ^sPP.194^120120102